Podcast: como criar um para a sua empresa e crescer nesse meio


Mulher gravando podcast

É impossível não notar o crescimento no número de podcasts nos últimos anos. E isso, é claro, se apresenta como uma nova plataforma para que as empresas veiculem anúncios. Mas entre produzir anúncios para podcasts de terceiros e criar um podcast próprio para a sua empresa, há um grande abismo.


E será mesmo que vale a pena criar um conteúdo assim para a sua marca? O que é necessário para começar nesse meio? Vamos responder essas e outras perguntas no podcast de hoje… quer dizer, no artigo.


Podcast é um conteúdo em áudio disponibilizado por meio de plataformas como o Spotify, Deezer, Google Podcasts, Apple Podcasts e por aí vai… Alguns programas também são transmitidos pelo YouTube e outras plataformas de vídeo.


E o que se fala em um podcast?


Os conteúdos são os mais variados: o podcaster - denominação para quem atua nesse meio - pode falar sozinho sobre um conteúdo, dar notícias, realizar entrevistas ou simplesmente bater um papo com uma ou mais pessoas. Existem muitas possibilidades.


Independente do conteúdo, vamos aos números! Um estudo realizado pela Globo em parceria com o Ibope entre setembro de 2020 e fevereiro de 2021, mostra alguns dados interessantes sobre o consumo de podcasts no Brasil:


  • 57% da população começou a ouvir programas de áudio no último ano;

  • 31% dos que já ouviam aumentaram o consumo no período;

  • 43% dos entrevistados dizem ouvir programas uma a três vezes por semana.


Segundo estimativas da Associação Brasileira de Podcasters (ABPod), o número total de ouvintes já atinge os 34 milhões no Brasil.


E aí, vale a pena produzir um podcast para minha empresa?


SIIIIIIIIM! Em meio a um mercado tão grande e em pleno crescimento, muito provavelmente o seu público também faz parte do grande número de ouvintes de podcasts. Vale consultar pesquisas sobre isso.


Incluir a produção de podcasts na sua estratégia de marketing vai aproximar o público da marca, visto que os conteúdos em áudio têm o poder de fazer o ouvinte se sentir perto do comunicador. Para isso, a frequência é muito importante. Veja outros motivos para criar um podcast para a sua empresa:


  • Pode ser ouvido enquanto fazemos outras coisas: tarefas domésticas, trabalho, deslocamento do dia a dia. Tudo isso condiz muito com a rotina atual das pessoas;

  • Cria autoridade no seu nicho de mercado;

  • Baixo custo de produção.


Agora que você já viu todas as oportunidades que um podcast pode trazer para a sua empresa...


Vamos para a parte prática!


Se você já havia considerado criar um podcast para a sua empresa ou está pensando nisso só agora, nós vamos dar o caminho das pedras.


Conteúdo


Esse é o primeiro da lista porque é sim o mais importante. O assunto do seu podcast deve estar em sinergia com a sua estratégia de marketing de conteúdo. Não tem uma? Comece hoje mesmo e já insira o podcast nela.


Ninguém quer ouvir um podcast sobre você tentando vender o seu produto ininterruptamente. Já tem outros formatos para isso (rs). O conteúdo do podcast para a sua empresa deve estar conectado com o seu ramo de atuação e direcionado para o seu nicho de mercado.


Aborde temas interessantes, traga convidados que são autoridade no assunto e não tenha medo de se aprofundar. Você pode usar um podcast para educar o seu público sobre um tema. Aos poucos a sua empresa vai se tornando referência no assunto e pode ser a marca mais lembrada na hora da compra. Você também pode falar sobre cases da sua empresa que se conectem com o tema do episódio.


Tudo isso vai fortalecer o valor da sua marca.


Pense no público


Entender o que é interessante para o público que a sua empresa deseja atingir é fundamental para fazer um conteúdo relevante. Nesse sentido, é importante definir uma linguagem também, se mais formal ou mais descontraída. Diferentes formatos também conversam com públicos distintos: enquanto um bate papo entre diversas pessoas é mais descontraído, entrevistas com um convidado tendem a ser mais sérias e por vezes, mais aprofundadas.


Planejamento


Como tudo na vida, podcast também precisa de planejamento. Defina os temas que serão abordados nos episódios. Você pode pensar na evolução dos conteúdos ao longo do tempo: introduzindo um conteúdo mais básico no início, você pode aprofundá-lo nos próximos programas.


Veja outros pontos que devem ser levados em conta no planejamento:

  • Pense na frequência, a fim de manter o público engajado;

  • Agende com os convidados com antecedência;

  • Crie um roteiro para os episódios, para se organizar e habituar o ouvinte com padrões. Pense em pequenos momentos nos quais você conta uma história engraçada, fala de um case da empresa ou apresenta uma notícia do mercado;

  • As plataformas de streaming mostram o seu conteúdo através de uma capa, um material visual do seu podcast. Desenvolva algo atraente e que transmita a personalidade do seu programa;

  • É preciso também planejar as formas de divulgação dos episódios através das redes sociais.


Agora vamos para a parte técnica. Ela é muito importante para que seu podcast tenha um áudio de qualidade e não pareça amador. E isso faz total diferença para os ouvintes.


Gravar


O local de gravação do podcast deve ser confortável para que todos se sintam à vontade e, é claro, muito silencioso. Estar em uma sala que não permita a entrada de ruídos externos é fundamental. Investir em microfones profissionais também pode ser a solução para um áudio de qualidade.


Mas tudo depende do formato do seu programa. Há podcasts com entrevistas a distância e a naturalidade do ambiente faz com que os ouvintes se sintam mais próximos dos convidados.


Para a gravação, você pode utilizar o gravador do seu smartphone, computador ou ainda gravar o áudio em videoconferências por aplicativos como o Zoom, Microsoft Teams e Google Meet. Existem também softwares específicos para gravação como o Audacity, opção gratuita bastante utilizada.


Editar


Por mais que haja cuidados para uma gravação perfeita, sempre há melhorias a serem feitas na edição, como eliminar ruídos, aumentar o volume e ajustar os graves e agudos. Com isso, você também pode contar com o Audacity e outros programas de edição de áudio. Saber o que cortar ou não é muito importante: se você eliminar uma pausa para o convidado tomar água, por exemplo, vai dar mais fluidez ao assunto, mas pode tirar a naturalidade da conversa. Você também pode adicionar vinhetas, efeitos e músicas no programa.


Publicar


Com o material prontinho, tá na hora de disponibilizar ele para o público. Para isso, é preciso utilizar um serviço para hospedagem. Os mais utilizados no Brasil são o Anchor, Spreaker e Podcloud. Essas ferramentas também permitem obter o Feed RSS (link que dá acesso aos áudios dos programas) e distribuir podcasts para plataformas como o Spotify, Deezer, Google Podcasts, Apple Podcasts …


Para quem é novo no meio, pode parecer muuuita coisa a ser feita. Mas se você tem um conteúdo interessante para compartilhar e só de ler o artigo já se imaginou gravando os programas para a sua empresa, comece a pôr a mão na massa.


Podcasts são produtos acessíveis para quem ouve e para quem faz e está na hora de a sua empresa entrar nessa.


Se interessou, mas precisa de ajuda?

Na Atena, nós podemos te auxiliar na criação e gestão de um podcast realmente relevante para o seu negócio e que vai ajudar a sua empresa a se aproximar do público.


Entre em contato conosco!