O que é e como aplicar a Newsletter no seu negócio

Engana-se quem pensa que a newsletter é ideal apenas para fidelizar clientes. Um conteúdo estratégico pode ser usado para diversas finalidades, tanto por empresas, quanto por profissionais.

O que é e como aplicar a Newsletter no seu negócio

A boa comunicação importa


Os processos de vendas, desde os clássicos até os modernos, todos eles levam em conta três fatores importantes: comunicação, atração, conversão, fidelização, isto é, quando o assunto é vender para novos clientes todos esses passos importam muito.


A comunicação permeia todas as etapas, mesmo recebendo destaque individual. Fato é que qualquer marca sem uma comunicação assertiva e arrojada, certamente não conseguirá alcançar novos olhares ou atenção pertinente.


Em décadas passadas, empreendedores usaram diversas ferramentas para alcançar novos públicos, como jornais, revistas, folhetos diversos ou propagandas na TV, e em todos esses veículos a comunicação era objeto de estudo e modelagem. Isso significa que o bom posicionamento da empresa no mercado depende de como ela molda a sua linguagem.


No mercado digital nada disso torna-se obsoleto, ao contrário. A atenção de cada potencial cliente importa muito, bem como cada uma das etapas - comunicação, atração, conversão, fidelização -, tendo em vista que o tempo é cada vez mais escasso dentro de uma perspectiva que promete reduzir gastos e maximizar aproveitamentos.


Sendo assim, empreendedores no terreno digital não podem negligenciar o fato de que seus projetos não são reduzidos ao produto vendido, ou seja, a negociação com o cliente é apenas uma etapa dentro de um processo complexo que sustenta o empreendimento. A relação pós-venda também é imprescindível e deve ser pensada estrategicamente, a fim de que o cliente não perca de vista nem a marca, nem o produto - essa etapa é a fidelização.


Mas a boa notícia é que existem ferramentas que podem ser usadas para atrair, converter e fidelizar clientes e uma delas é a newsletter.


O que é a newsletter?


Em tradução literal este termo significa “boletim informativo” que pode adquirir muitas funções, seja atrair atenção para sua marca, apresentar um pouco do trabalho desenvolvido, compartilhar visões e valores, aproximar aqueles que já são clientes ou lembrá-los de ofertas periódicas, por exemplo, dentre muitos objetivos.


O que é a newsletter?

E considerando que comunicação é crucial, este material deve ser coerente com a linha editorial adotada pelo projeto, atrativo, pensado estrategicamente para atingir o objetivo, e deve ser divulgado com determinada periodicidade.


A partir de um cadastro eletrônico, geralmente gratuito, o público-alvo receberá acesso ao conteúdo via e-mail ou em outras plataformas digitais, como é o caso do Linkedin. Ou seja, os custos de produção da newsletter são baixos, tendo em vista que se trata da produção do conteúdo, sua automação e distribuição.


“Não faço newsletter porque nunca sei o que ou como escrever”

Essa é uma constatação comum e, de fato, a sede por compartilhamento é digna de confiança, mas apenas ela não é suficiente para alcançar metas. Para trabalhar estrategicamente, é indispensável traçar com muitos detalhes quem será o leitor deste conteúdo.


Este leitor é também conhecido como persona, que nada mais é do que o público que receberá mais benefícios do produto oferecido, pois já está ciente das próprias necessidades quanto à proposta disponibilizada. Por essa razão, o estudo da persona deve ser amplo, técnico e pertinente, para que cada ação seja pensada a partir dela e em prol dela.


A partir desse princípio, será mais simples planejar o conteúdo antes de divulgá-lo e algumas dicas são:


  • Compartilhamento de histórias pessoais;

  • Conteúdo para responder perguntas frequentes sobre a marca;

  • Resumos de artigos relacionados ao produto;

  • Questionários ou ferramentas para coletas de dados;

  • Novidades ou dicas pertinentes para o público-alvo;

  • Depoimentos e estudos de caso.


Que tal criar a primeira newsletter agora? O Linkedin pode ser uma ótima opção!



O Linkedin é considerada a maior rede profissional do mundo, presente em mais de 200 países e conecta mais de 774 milhões de usuários. Por isso, essa rede social é como uma vitrine tanto para empresas mostrarem seus produtos e serviços, bem como para profissionais que desejam contar suas experiências, a fim de conseguirem melhores oportunidades de emprego.


A plataforma disponibilizou um painel para criação de newsletter e desde então, muitos usuários se sentiram contemplados com tal iniciativa. Apesar de a atualização permitir que apenas usuários ou páginas com mais de 150 conexões possam usar a distribuição de conteúdo, a melhor maneira de manter bons contatos é através de compartilhamento estratégico periódico.


Alguns benefícios e vantagens podem ser listados sobre esta possibilidade:


Autonomia e boa funcionalidade


O painel de criação da newsletter é intuitivo, prático e permite ao escritor colocar em prática todas as ideias do momento de escrita do conteúdo. Esta é a hora de deixar o design visual bem atraente e responsivo, alinhado com a proposta editorial da marca.


Além disso, a cada 24 horas um novo artigo pode ser publicado e se preferir, você conseguirá deixar agendada a periodicidade desejada para as postagens. Dessa forma, a organização pessoal para produzir os conteúdos pode ser aprimorada e mantida.


A newsletter pode ser usada tanto para perfis empresariais, quanto para contas profissionais


Enquanto a marca pretende atrair ou fidelizar clientes, profissionais podem usar essa ferramenta para prospectar ainda mais as suas experiências, a fim de alcançar objetivos trabalhistas. Sem dúvidas, o Linkedin é a plataforma mais segura para aqueles que desejam obter novas e boas práticas empregatícias.


E é válido lembrar que a imagem pessoal bem avaliada é fundamental para a aprovação em processos seletivos, por exemplo. Então, que tal explorar essa possibilidade a partir de newsletters?


Distribuição do conteúdo para não assinantes dentro da plataforma


Ao publicar um artigo, o Linkedin envia uma notificação para suas conexões sobre a publicação, ainda que estes contatos não sejam assinantes do conteúdo. Esta iniciativa é propícia para distribuir melhor o artigo, e assim a chance de novas assinaturas é maior.


Assinantes recebem notificação via e-mail


Outra vantagem é que os assinantes recebem uma notificação por e-mail assim que a publicação é efetuada, o que garante que seus leitores não perderão o conteúdo caso não frequentem assiduamente o Linkedin.


A ferramenta permite a observação das métricas mais importantes quanto a receptividade da newsletter


Mensurar a receptividade do material é tão importante quanto traçar uma estratégia de comunicação e alcance. O Linkedin disponibiliza ferramentas de controle da distribuição, o que permite que o idealizador acompanhe cada entrega e apreciação do material.


Com esses dados é possível compreender se as metas da newsletter estão sendo alcançadas, e, semelhantemente, a maneira como tal iniciativa periódica fortalece a marca ou a imagem pessoal. A partir de análises sobre o material, novas práticas de melhoria contínua podem ser idealizadas, para que o conteúdo alcance ainda mais pessoas.


O que te impede de investir em uma newsletter potente agora?



As instruções anteriores são suficientes para que você comece a planejar a newsletter que trará bons resultados seja para seus negócios, seja para sua jornada pessoal.


E de bons resultados nós entendemos! As estratégias para mídias digitais aqui na Atena são plurais e integrais, isto é, contemplam ações específicas e inéditas, como a produção de newsletters, a partir da pesquisa de mercado. Vamos conversar?